Jesus falou para evitarmos os falsos profetas, aqueles que se dizem irmãos e fazem coisas que negam o nosso Senhor e lutar contra as heresias e maus exemplos que eles dão. Falsos profetas na Igreja sendo aceitos e idolatrados, como Caio Fabio (sim, eu o considero um falso profeta. Discorda? É seu direito discordar de mim.), Estevan Hernandes, Benny Hinn, Morris Cerulo, Withness Lee, Mary Baker Eddy, Ellen White, Charles Taze Russel e tantos outros falsos profetas que se tornaram “imagens” móveis idolatradas pelos crentes que se preocupam em achar “pêlo em ovo”, caçando “satanixxtas” onde eles não estão, mas não para evangelizá-los ou amá-los, mas para combatê-los.

Como eles não estão na Igreja (somente alguns casos isolados), então inventam que tal pessoa que pensa, se comporta ou se veste diferente deles ou do que disse a Neuza Itioka (pé de mandioca), da Rebecca Brown e do Daniel Mastral são satanistas.. Insultam os irmãos que Jesus mandou amar e perseguem pessoas que não são inimigas (até porque a Bíblia fala que nosso inimigo é o diabo). Devemos sim vigiar contra as astutas ciladas do inimigo, mas não entrar em paranóia, como fazem os neopentecostais..

Esse tema me afeta diretamente, pois curto heavy metal e já tive várias bandas de metal tanto cristãs como seculares. Já evangelizei e Deus me deu a graça de conduzir muitos fãs de heavy metal e alguns que eram envolvidos com ocultismo como wicca, candomblé e satanismo para Cristo. Só que, ao colocar essas pessoas em igrejas próximas às casas dessas pessoas, os pastores, obreiros ou irmãos começavam a dizer que eu sou satanista disfarçado, ou mesmo a dizer que a pessoa que estava se convertendo era uma satanista disfarçada. Isso já causou expulsões de igreja. Eu mesmo já fui enxotado de Igreja na desculpa de eu ser um “satanista disfarçado”..

Essa balela toda de “batalha espiritual” é mentirosa e não mostra como é o satanismo de verdade, que é feito de pessoas necessitadas e carentes de Deus. Os satanistas acreditam que Deus Jeová é mal e satanás, assim como outras divindades, são boas..

Esse povo que escreve sobre satanismo, contando “testemunhos” de quando eram “satanistas” mente. E mente na cara dura. São charlatões que querem dinheiro em cima de trouxas (desculpe a sinceridade, mas já fui trouxa também)..

Isso tudo começou com uma mulher lá dos EUA que dizia que era satanista e contava várias estórias que ela dizia que sofreu durante cultos satânicos, a Lauren Stratford, que foi bem famosa por aqui. O “testemunho” dela levou o pastor Bob Larson, famoso na época, também, a investigar o satanismo e escrever livros sobre o assunto e outros foram no mesmo caminho. Isso virou moda por lá, finalizando com as mentira alcoólicas e entorpecentes da Rebecca Brown e o golpe do Willian Shnoebelen. Como lá a cultura é diferente, foram investigar para saber se eram verdade mesmo as estórias contadas..

Descobriram que era tudo mentira!

Lauren Stratford era uma golpista profissional, já tinha arrecadado milhões dos judeus, se dizendo vítima do holocausto e de neonazistas, então mudou o nome, a aparênciaq e foi arracar dinehiro dos evangélicos (retirei a informação de: 2001, Revista Defesa da Fé, nº 39, pg 54, ou vejam resumo em inglês: http://en.wikipedia. org/wiki/Laurel_Rose_Willson )

Rebecca Brown:

O Conselho de Medicina dos EUA investigou a Dra. Brown e diagnosticou/sentenciou:
23. Que o psiquiatra designado pelo Conselho examinou a acusada e revisou as declarações feitas pelos pacientes dela, diagnosticando a acusada como sofrendo de desordem aguda de personalidade, incluindo ilusões demoníacas e/ou esquizofrenia paranóica.
Finalmente, baseado na “Apuração de Fatos” acima, o Conselho tirou suas “Conclusões de Lei” sobre Rebecca, onde incluiu as seguintes informações sobre ela:
(D) vício ou severa dependência de álcool ou semelhante; o que expõe o público ao risco por prejudicar a habilidade de um médico para praticar de forma segura.
Fonte:
http://teophilo.info/analises/rebeccabrown.php

Acho que se o pessoal começar a estudar satanismo, já que se interessa tanto pelo assunto, direto da fonte, verão o quanto precisam de MISERICÓRDIA, não de combate ou “batalha espiritual”.

Como eu disse, eles acham que nosso Deus é um deus mal. Eles são politeístas, acreditam em vários deuses e não gostam do nosso Deus, acham que satan, Marduk, Dagom, ou alguns do Candomblé são deuses melhores (postura politeísta). São pós-modernos, hedonistas e totalmente carentes da realização de vida que só Jesus pode dar.

A Bíblia satânica diz: durante todos os séculos o diabo recebeu estas ofensas, ele nunca retrucou aos seus ofensores. ele permaneceu o como um perfeito cavaleiro durante todo o tempo. ele mostrou ser um modelo de bom comportamento, mas agora ele sente que é tempo para gritar e dar sua resposta.

Viram só? Eles acham que satanás é bom. Estão enganados! Pensam que o sujo e homicida lúcifer é o que ele não é.

O melhor combate contra satan é a vigilância, e a melhor estratégia contra o satanismo, reconstrucionismo, adventismo, russelismo, liberalismo, a seita que for, ainda é o amor..

Surian.

Anúncios