Não sou o fã número 1 de títulos interrogativos, mas esse é interessante.

Hoje resolvi vir “passear” aqui no Hospital do Campo Limpo.

Não me preocupei com a gripe suína, já que não estou com os sintomas. Isso me fez pensar na tranquilidade com que as autoridades e profissionais de saúde têm ao fala no vírus H1N1. Falam que não é motivo para preocupação e que a gripe comum é mais preocupante, segundo tais “eruditos” que a nova gripe A, conhecida como gripe suína.

Aqui no hospital, curiosamente, encontrei um cenário que não condiz com a tranquilida que nos passam pela televisão e na internet. É fato conhecido a morosidade no atendimento da saúde pública, porém, por aqui, a Triagem está sendo bem rápida e pacientes que apresentam os sintomas da nova gripe recebem rapidamente uma máscara protetora e são atendidos prontamente, em detrimento dos pacientes molestados por outros sintomas. Vejo também por aqui os profissionais do hospital com as mesmas máscaras de proteção e atentos aos que apresentam sintomas similares aos dos que têm o H1N1 para comprovarem se realmente têm tais características. Vejo também que as conversas aqui não tratam de outro assunto, senão a gripe suína. As pessoas estão visivelmente assustadas e os que tossem ficam isolados, pois poucos se aventuram a chegar perto. Todos mostram ciência das últimas mortes causadas pelo vírus e preocupação (entenda-se “medo”) da ineficiência de nosso sistema de saúde em lidar com esse novo desafio e revolta com as autoridades desse sistema empurrando para terceiros ou mesmo para a própria população a responsabilidade que é deles, que foi dada pela própria população a eles, como costumeiramente fazem em outros desafios em que falham também.

Pois bem, será que esses profissionais e autoridades, tão eruditos no assunto do momento, a pandemia da nova gripe, poderiam vir a esses locais de periferia para compartilhar da tranquilidade deles? Creio que estão com medo da nova gripe, não é mesmo?

Sinceramente não creio na necessidade de virem aqui nesse momento (mas creio sim na necessidade de visita esporádica a lugares como esse para aprenderem a trabalhar direito), mas sim na necessidade de usarem de toda a erudição e inteligência que têm para elabora soluções criativas para nosso caótico sistema de saúde.

Acho difícil que alguém com tais responsabilidades leia o meu blog, mas, se acontecer, creio que já terão uma defesa ao que estou constatando aqui pronta para dizer. Porém, caro servidor público, não estou insinuando inércia administrativa ou negligência laboral, não estou usando esse espaço para falar a mesma ladainha anti-políticos de sempre; estou sim aproveitando esse meu espaço para dizer que o seu trabalho está ineficiente. Quero dizer que você precisa melhorar sua maneira de trabalhar e fazer isso com mais competência. Não duvido que atitudes já foram tomadas senão o estrago seria pior, mas cobro atitudes inteligentes e efetivas, chega de paliativos! E, principalmente, PAREM DE MENTIR PARA A POPULAÇÃO.

Quem tem medo da gripe suína?

Eu respondo, senhores: TODOS NÓS!

Surian,

sent from Nokia E71

Anúncios