Passadas as eleições, creio que é hora de refletirmos sobre os pecados que cometemos como evangélicos, espalhando mentiras, intolerância religiosa, ódio ao próximo, boatos infundados e outros pecados que mancharam o nome dos evangélicos pelo país, muito mais do que já está manchado. Eu mesmo confesso que tenho VERGONHA de me dizer evangélico (não me envergonho do Evangelho, mas de me rotular evangélico), depois de tantos escândalos que humilham o nome do evangelicalismo brasileiro através das seitas neopentecostais, neoliberais, movimento triunfalista, liberalismo teológico, legalismo e outros problemas que temos em nosso meio evangélico, mas nessas eleições ficaram ainda mais gritantes e nos comportamos de uma maneira agressiva, cheia de ódio, intolerância, espalhando boatos, mentiras e fofocas maldosas pela internet contra a cadidata Dilma Roussef e o vice dela, o Michel Temer.

Essa não é uma postagem sobre eleições. Não vou entrar nesse mérito agora. Cada um tem sua posição política e na nossa sociedade democrática todos temos o direito de ter, sustentar e defender nossas posições, graças a Deus.

Esse tópico é para refletirmos sobre a vergonha que fizemos o evangeliscalismo brasileiro passar, mais uma vez, quando mentiras e acusações sem nenhuma prova foram espalhadas pela internet em nome de Deus, profanando o santo nome do Senhor nosso Deus por causa de ideologias políticas, ou apenas porque pastor fulano, bispo ciclano e “apóstolo” beltrano disse, sem que se fosse conferir se era verdade ou não.

Abaixo segue um vídeo do Magno Malta falando de nosso péssimo comportamento nessas eleições passadas. É hora de nos arrependermos..

 

Para governador, aqui em São Paulo, eu não votei no Geraldo Alckmin, que ganhou, mas torço e oro para que o Senhor o use e ele faça um governo muito melhor do que ele fez na última oportunidade (até porque pior é impossível.. Hehhe) e seja o melhor governador que São Paulo já teve até agora. Não oro isso por causa dele, mas por causa do povo desse Estado que precisa tanto, principalmente os pobres e moradores das periferias.. Que o Senhor esteja com o Alckmin e o use grandiosamente nesse Estado.

Não faço isso porque quero. De verdade, eu não quero! Não porque tenha algo contra o Alckmin, não o conheço como pessoa e não posso afirmar nada contra ele, mas não gosto do PSDB, não gosto da ideologia e atitude política do PSDB/DEM, como todos sabem. Mas faço isso porque a Bíblia manda. E isso é tão simples.

É tão difícil assim deixar de mentir? É tão difícil assim deixar de maldizer com mentiras? É tão difícil assim abençoar e orar pedindo que o Senhor use e abençoe as nossas autoridades constituídas?

Eu creio que não..

Anúncios