Eu vi uma notícia recentemente que me deixou intrigado. Segundo a notícia: O “Ministério Público instaurou inquérito civil para apurar se houve deficiência no processo de licenciamento do templo, por ausência ou ineficácia de análise dos necessários Estudos Prévios de Impacto de Vizinhança e de Tráfego. De acordo com a Folha.com o promotor de Justiça Ricardo Manuel Castro, responsável pelo inquérito, pediu à Prefeitura de Guarulhos uma cópia integral do processo administrativo que resultou no licenciamento da igreja e recomendou que o município cassasse imediatamente o alvará da obra, promovendo a interdição do templo até que sejam apresentados e aprovados os estudos prévios necessários.” (Fonte da notícia)

Voltei. Bom, como sabem, sou 100% contra a Igreja Mundial do Poder de Deus, mas 100% a favor da liberdade religiosa. Esse preconceito religioso e social contra os evangélicos é algo lamentável (o principal alvo são os neopentecostais, mas colocam a nós, evangélicos tradicionais no mesmo bolo, mas temos crenças totalmente diferentes). Por mais que eu tenha um ódio e rejeição total ao neopentecostalismo, não posso compactuar com iniciativas que limitem a liberdade religiosa no Brasil por puro preconceito, se utilizando de dois pesos e duas medidas.. Liberdade religiosa e laicidade (laicidade não é ateísmo, nem combate à religiosidade, mas imparcialidade diante das manifestações religiosas) são fundamentais para a Democracia.

Será que o Ministério Público também vai investigar o Carnaval, a festa da Aparecida, Parada Gay e outras manifestações populares pelo mesmo motivo de atrapalhar o trânsito?? Claro que não.

Por que o ministério público não investiga as denúncias de estelionato e tráfico de armas e drogas contra o “apóstolo” Santiago e seus parceiros? Isso sim deveria ser investigado, mas sem limitar a liberdade religiosa e de culto dos neopentecostais. Eles são brasileiros também e têm os mesmos direitos..

Concluindo, creio que existem sim muitas heresias e coisas estranhíssimas nessa denominação que devem ser analisadas e apuradas, mas que seja feito pelo motivo certo, seja teológico ou jurídico, mas o direito à liberdade de se reunir dos neopentecostais adeptos da denominação fundada pelo Santiago devem ter seus direitos garantidos também, assim como qualquer um de nós. A atitude do Ministério Público é preconceituosa e tem um fim anti-democrático e iníquo..

Sobre os “apologetas” que adoram comemorar as desgraças que acontecem aos neopentecostais, melhor reverem um pouco o sentimento e a atitude em relação a eles, podemos sim ter revolta, indignação contra o erro e zelo pelo que é certo, mas lembrando do que diz o “Evangelho Puro e Simples”, a Bíblia:

E Jesus respondeu-lhe: O primeiro de todos os mandamentos é: Ouve, Israel, o Senhor nosso Deus é o único Senhor. Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o primeiro mandamento.

E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que estes.

E o escriba lhe disse: Muito bem, Mestre, e com verdade disseste que há um só Deus, e que não há outro além dele;
E que amá-lo de todo o coração, e de todo o entendimento, e de toda a alma, e de todas as forças, e amar o próximo como a si mesmo, é mais do que todos os holocaustos e sacrifícios.
Marcos 12:29-33

Vamos fazer a coisa certa, como cidadão deste mundo, e cidadãos do mundo porvir.
Deus abençoe.
Anúncios