E eu curto metal!! Entendeu??

Lutero teve uma grande controvérsia sobre ele apreciar música secular e, mais ainda, adaptar essas melodias seculares para o canto dentro dos cultos. Ele respondeu assim à controvérsia:

Que estranho e maravilhoso é que uma voz canta uma simples
música despretensiosa enquanto três, quatro ou cinco outras vozes também cantam; essas vozes brincam e balançam em exuberância alegre em torno da melodia …

[Quem é contra essa adaptação] deve ser um torrão de terra, é claro, e não é digno de ouvir música encantadora como essa , já que não se alegra com isso, e não é movido por tal maravilha. Tal pessoa deve, antes, ouvir o zurro (grito) de burros do canto gregoriano, ou o latido de cães e porcos, que tal música..

Boa, alemão!!

Já Calvino fala sobre a literatura secular. Ora, literatura é uma expressão artística como a música, então podemos encarar a mesma declaração para a música. E Calvino é bem mais grave em sua declaração sobre repulsa à arte secular. Vejamos:

“Quantas vezes, pois, entramos em contato com escritores profanos, somos ad- vertidos por essa luz da verdade que neles esplende admirável, de que a mente do homem, quanto possível decaída e pervertida de sua integridade, no entanto é ainda agora vestida e adornada de excelentes dons divinos. Se reputarmos ser o Espírito de Deus a fonte única da verdade, a própria verdade, onde quer que ela apareça, não a rejeitaremos, nem a desprezaremos, a menos que queiramos ser insultuosos para com o Espírito de Deus. Ora, nem se menosprezam os dons do Espírito sem desprezar-se e afrontar-se ao próprio Espírito.”

Boa, Francês!!

Fonte: Third Mill

Institutas da Religião Cristã, Livro 2 – João Calvino

Anúncios