Amo o Livro de Jó!!!

Os amigos de Jó seguiram o protocolo, foram lá dizer para Jó não reclamar, para ele aceitar que é pecador e merecia até mais do que aquilo que sofria, que ele deveria se auto-avaliar e descobrir a fonte nele mesmo do mal que ele sofria. Ele com certeza era o culpado de sofrer tanto.

Jó, teimoso, não seguiu o senso comum, nem o “protocolo cristão”. Achava injusto passar por tudo aquilo, reclamou como pouca gente teria coragem de reclamar e pedia para Deus até o matar logo de uma vez e assim ele teria descanso na vida eterna, sem tanto sofrimento que ele considerava injusto..

O senso comum e o “protocolo cristão” de triunfalismo perduram até hoje. Não existem sofrimentos “injustos” ou “desproporcionais”, todos que sofrem, devem estar sofrendo por “merecimento”. Essa é a “meritocracia” que a nossa sociedade tanto apregoa.

Pois bem, nessa história de Jó, das Escrituras Sagradas, Jó, o reclamão, o cara com “complexo de vítima”, o adepto do “coitadismo”, foi ajudado pelo Senhor, confrontado em suas dúvidas e esclarecido por Deus de tal maneira que exclamou: “- Eu te conhecia, Deus, de ouvir falar, agora meus olhos te vêem!!”

E os amigos de Jó? Aqueles “vencedores”, “sábios aos próprios olhos”, “gente de bem”, “exemplos de moralidade”?? Ah! Esses só foram perdoados por tanta prepotência, egoísmo e alienação porque Jó intercedeu por eles, segundo os termos de Deus para o perdão..

Pois é, Deus entende o sofrimento de um “desamparado”. Por isso amo esse Deus!!

Não sabe o que é meritocracia? Assista o vídeo abaixo que você vai entender:

Anúncios