Finalmente consegui juntar as engrenagens e montar o quebra-cabeças das críticas que leio nas redes sociais, feitas pelos meus amigos que não concordam com os benefícios sociais das ações afirmativas e programas sociais que beneficiam a população em geral no Brasil, inclusive eles mesmos, que usufruem daquilo que eles pregam contra, que se beneficiam daquilo que pedem a extinção.

Eu creio que entendi as intenções desses discursos contra responsabilidade social da população e do Estado.. Preto, ex-presidiário, família de bandido que não comete delito, índio, moreno, morador da periferia, criança que ainda não nasceu, deficiente físico, umbandistas, neopentecostais e pessoas das Classe C, D e E não podem ter direitos à nada!!

As reinvidicações mais comuns que leio aqui na internet, que me levarama esse entendimento são:

As pessoas não podem ter direito à educação gra

tuita, pois todos têm as mesma qualidade de vida nesse país e o mesmo acesso ao estudo de qualidade nessa sociedade competitiva;

não podem ter direito ao acesso à internet (maldita inclusão digital, né?),

não podem ter acesso a bons trabalhos (aqui deve ser meritocracia, uma pessoa que não estudou em Havard, Princeton, Oxford ou Souborne, não vai dar qualidade de mão de obra especializada no Brasil);

não podem frequentar belas igrejas em bairros nobres (Temos que ser “integrais”, “relevantes”, não podemos ajudar a tirar a pessoa da periferia, ou ajudar a periferia a ser igual bairro nobre, mas manter a galera lá, conformada com a situação social deles, qualquer coisa é só alugar um galpão barato, fazer um puxadinho, ou melhor, mais econômico, vamos falar mal dos templos e mandar fazer reuniões em casa mesmo);

não podem ter direito à saúde (Dar afastamento ou aposentadoria para vagabundo encostado?? Olha o cara lá no youtube sem braços, nem pernas que faz de tudo e esses brasileiros deficientes achando que têm que receber ajuda do governo, tirando dinheiro dos “pobres banqueiros” para dar para eles. Eles que se virem!!);

não podem ter direito à vida (ah! Vamos cortar o bolsa família!! Esses “cabeça-chata que comam calango com cacto, ou morram de fome.. Os banqueiros e empresas precisam de mais investimento do que essa “gente feia e ignorante”. Morram todos!! E que morram as criancinhas indesejadas também, principalmente se estiverem em úteros dessa gente. Viva o aborto!!);

não podem ter direito à liberdade religiosa (esses neopentecostais e macumbeiros!! Deveriam ser proibidos de falar e ser presos por falarem tanta besteira!!)

Ou seja, a galera aqui quer que só banqueiros, políticos, grandes empresários, grandes executivos, que sejam brancos, católicos/protestantes e saudáveis sobrevivam nesse país.. Agora entendi tudo.. Podíamos fazer um “suicídio coletivo” para resolver esse problema, não?? Aí só sobreviveriam os “desejáveis”.. Mas todo mundo tem que participar, ou seja, 99% da população brasileira..

Dá pra resolver esses “problemas”.. É só querer..

Anúncios