image

Hoje é dia de pensar no nosso próximo!!

Pensar naquele que já foi parado pela polícia e apanhou sem motivo nenhum. Só pela cor.

Pensar naquele que vê as mulheres segurando a bolsa mais firme, atravessando a rua, ou mesmo descendo do ônibus com medo dele, porque ele é preto.

Pensar naquela que tem que trabalhar desde os 12 anos em subempregos, ajudar a mãe a limpar a casa da “gente de bem”, ou naquele que tem que ajudar o pai no “serviço”, ou na “firma” e não tem tempo e nem dinheiro para fazer um cursinho para entrar numa boa faculdade.

Pensar naquele garoto negro que, sem o pai, que já morreu, ou abandonou a família, e sem a mãe que sai de madrugada para ficar 3 horas entre ônibus e metrô para chegar na casa da “gente de bem” e limpar, cuidar bem das crianças, futuro da “gente de bem”, fazer comida (é como se fosse da família!) e sair já de noite para enfrentar outras horas para chegar em casa. Esse garoto preto fica em casa sozinho, a escola dura só 4 horas, vendo na TV que para ser uma pessoa legal, tem que ter aquele tênis, aquele celular, aquele computador, aquele carro, e a mãe nem tem tempo para saber o que o garoto está aprendendo. O garoto cresce, acha que precisa ser “legal” e fica suscetível a maus amigos que lhe dirão que ele pode ser “legal”, mesmo sem dinheiro, é só roubar e, para roubar, ele precisa cheirar um negócio para ficar ligadão e depois fumar outro negócio para “relaxar”. A mãe, coitada, sabe a hora que o filho da patroa come, mas não sabe nem o nome do melhor amigo do próprio filho.

Pensar naquele que até conseguiu, com muito custo e esforço, através do “absurdo” que são os programas afirmativos com cotas em universidades, que ainda têm que ler nas redes sociais que são “racistas ao contrário”, “incompetentes”, “incapazes” e “ladrões”, não conseguirem um bom emprego, mesmo com todas as qualificações, muitas vezes até melhores que os concorrentes à vaga disputada, serem preteridos.. E tudo isso porque são pretos.

Pensar naqueles que vão limpar seus parabrisas hoje em busca de um trocado, mas você irá já julgar que isso não é trabalho e que vão usar com drogas. Você já deve ter prestado atenção na cor da maioria deles..

Hoje é dia de pensar, mas você vai pensar, vai lembrar numa boa desculpa que você leu na Folha de São Paulo, em alguma matéria pseudo-jornalística deles, ou num artigo de algum “filósofo de jornal”; ou lembrar que reclamar de racismo é “coitadismo”, como diz a Veja, vai justificar todo esse pecado que se faz com o nosso próximo de cor preta (também acontece com outras cores, mas eles principalmente), se sentir em paz e esquecer de novo de amar a seu próximo como a si mesmo, como faz todos os dias, afinal, temos que ser justos, se não ama nem seu próximo branco que está mais pobre e necessitado, quanto mais a seu próximo de cor preta, que é o caso da maioria dos pobres e necessitados do nosso país, né??

Como sou compelido a amar meu próximo, e vejo a maioria dos marginalizados em nosso país sendo de pele escura, então não consigo fingir uma realidade alternativa, que os mais ricos querem nos fazer acreditar através da política e na mídia, ou que tantos dissertam nas redes sociais, de que negro tem a mesma chance que branco em nossa sociedade e “reclama de barriga cheia”, sendo egoístas e racistas em seus discursos (muitas vezes sem nem ter consciência que são assim).

Eu não consigo acreditar nisso.

Olho para os lados e vejo milhões de pessoas sofrendo, tendo negados direitos basicos, como educação e trabalho, apenas por terem uma cor da pele escura, não tenho não me compadecer com isso e peço a Deus que mais políticas afirmativas aconteçam e mais negros sejam beneficiados.

Quero negro do meu lado no escritório, na faculdade, no carro ao lado, no quarto de hotel ao lado, quero eles ao meu lado, não mais nas margens, nas cozinhas, nas casas de família, nos presídios, nas favelas, lugar aonde hoje eles têm uma cota permanente e enorme, e ninguém reclama..

Feliz dia Consciência Negra!!

E sede cumpridores da palavra, e não somente ouvintes, enganando-vos com falsos discursos.
Porque o juízo será sem misericórdia sobre aquele que não fez misericórdia; e a misericórdia triunfa do juízo.
Meus irmãos, que aproveita se alguém disser que tem fé, e não tiver as obras? Porventura a fé pode salvá-lo?
E, se o irmão ou a irmã estiverem nus, e tiverem falta de mantimento quotidiano,
E algum de vós lhes disser: Ide em paz, aquentai-vos, e fartai-vos; e não lhes derdes as coisas necessárias para o corpo, que proveito virá daí?
Assim também a fé, se não tiver as obras, é morta em si mesma.
Mas dirá alguém: Tu tens a fé, e eu tenho as obras; mostra-me a tua fé sem as tuas obras, e eu te mostrarei a minha fé pelas minhas obras.
Tu crês que há um só Deus; fazes bem. Também os demônios o crêem, e estremecem.
Mas, ó homem vão, queres tu saber que a fé sem as obras é morta?
Tiago 1:22; 2:13-20

——— // ———-

Atualizando este post:

Hoje fiz o que não costumo fazer, nem aconselho ninguém a fazer, pois é mais perigoso e nojento que deep web, que trocar fraldas geriátricas, muito pior até que limpar fossa com a língua:

Eu li os comentários da Folha de SP.

Li comentários de duas reportagens diferentes e o resultado foi este:

Na reportagem “Negros são principais vítimas de homicídios entre adolescentes”.
Comentários:
– pesquisem quem mata mais, não brancos ou brancos? seria mto importante tbm
– É a limpezinha étnica.

Na reportagem “Jovem morre em cruzeiro no litoral de São Paulo”
Comentários:
– Lamentável, ainda mais se tratando de um jovem.Mas infelizmente ninguém escolhe como vai morrer.Desejo paz à familia neste momento dificil.
– “lamentável fatalidade.”

Ou seja, continue negando o pecado de racismo, no qual nosso país é condenável e está em débito gravíssimo, mas quando chegar diante do Juiz, a sua desculpa de que “não existe racismo” não vai funcionar. Sinto muito.

O brasileiro médio costuma negar o racismo no Brasil, mas o pior cego é o que não quer ver. No mundo inteiro já estão se preparando para vir curtir a copa em um dos países mais racistas do mundo, o Brasil (sei que tem piores, mas para as vítimas do racismo, não faz muita diferença), a imprensa mundial já tem preparado os turistas a evitarem o assunto por aqui, pois o coronelismo da elite pode até mandar punir qualquer discussão sobre isso aqui, neste país racista.

“The Brazilian elite says this is not a racist country, but if you look at whatever social indicator, you’ll see exclusion is endemic,”
– Miami Herald

“Brazil is a biased and racist country”
– Gringoes.com

“Brazilian Secret 93 Million Don’t Want to Talk About Is Racism” “`Racial prejudice in Brazil lies in the insistence that there is no racial prejudice”
– Bloomberg.com

“These “clamorous” differences [between black and white people) can only be explained by racism””
– economist.com

Anúncios