image

Eu vejo na Bíblia a expressão “homem de Deus” e vejo como a mesma expressão é usada hoje em dia, e sempre sinto como se a mesma expressão tivesse significados absolutamente diferentes e opostos entre a Bíblia e o que é usado entre muitos cristãos brasileiros.

Na Bíblia eu vejo um “homem de Deus” como um mero professor, alguém que tem experiência e conhecimento das coisas de Deus, seja pelo dom de profecia, seja pela vivência religiosa, para transmitir conhecimento sobre Deus, por isso sua credibilidade é atestada com o rótulo de “homem de Deus”, mas é um “professor”, não um mediador.

Hoje o termo homem de Deus é mais usado com uma conotação de mediação, o “homem de Deus” é um mediador, o que ele diz deve ser acreditado sem muita dificuldade e não cabe sempre uma contestação, afinal, ele estudou, ele tá no YouTube, ele é teólogo, ele foi reformador, ele foi puritano, ele é apóstolo, ele é profeta, ele tem vivência, ele tem a chave hermenêutica, ele é ex artista famoso, ele tá “fazendo a obra”, enfim ele é um “mediador”, um “homem de Deus”.

Nesses “homens de Deus” eu não acredito. Esse tipo de atributo de supremacia que transforma essas pessoas numa “elite espiritual” não tem espaço na minha fé cristã. Posso admirar o trabalho de certas pessoas e me espelhar em certas obras dela, mas São Paulo mesmo nos alerta, inspirado pelo Espírito Santo, a fazer como os da Cidade de Beréia, que ouviram tudo que ele disse e não se apressaram a acreditar nele só por causa da conversão maravilhosa dele, ou porque ele era um teólogo “super hiper mega uber master lindo T bonito e gostosão”, mas foram nas Escrituras pesquisar se era verdade mesmo, o mesmo Paulo o pediu para o imitar, o ter como referência, somente naquilo que ele imitava Cristo. Ou seja, a credibilidade maior era do Deus das Escrituras, não do “homem de Deus”.

Admirar o trabalho de pessoas que nos servem como professores na vida cristã é natural e é muito bom ter na nossa família cristã pessoas compartilhando suas experiências e conhecimento para nos ajudar em nossas deficiências, mas creio que temos que parar por aí. Passou disso, já é porta aberta para idolatria.

Quer um homem de Deus de verdade que vai te intermediar um melhor relacionamento com Deus? O apóstolo São Paulo nos dá a letra:

Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem. (1 Tim 2:5)

Anúncios