Luteranos e católicos são parecidos. Mais do que isso, são a mesma coisa.
Luteranos e católicos são parecidos. Mais do que isso, são a mesma coisa.

Aquela igreja que aceita as Escrituras como a única fonte de autoridade na Igreja e ainda reconhece a tradição (história) da Igreja como princípio interpretativo para a compreensão das Escrituras pode justamente chamar-se católica. É neste sentido, então, finalmente, que os luteranos confessam-se ser herdeiros da tradição católica. “As igrejas entre nós não discordam da Igreja Católica em todo o artigo de fé”, declara Melanchthon na Confissão de Augsburgo. “Não há nada aqui que nos separa da Escritura ou da Igreja Católica, ou nos separa da Igreja de Roma, bem como não divergimos de seus escritores.”

Séculos mais tarde, Herman Sasse poderia afirmar o mesmo: “Não foi uma mera diplomacia ecclesiastico-política que ditou a afirmação enfática na Confissão de Augsburgo que os ensinamentos dos evangélicos eram idênticos aos da Igreja Católica Ortodoxa de todas as eras”, escreve ele . “O teólogo luterano reconhece que ele pertence à mesma igreja visível para que Tomás de Aquino e Bernardo de Claraval, Agostinho e Tertuliano, Atanásio e Irineu pertenceram.”

Assim são luteranos confessionais católicos? Sim. E nós sempre seremos, contanto que nos apeguemos às tradições dos Apóstolos, escrito nas Escrituras e fielmente transmitida a nós pela Igreja. Consequentemente, não posso deixar de pensar que aqueles que buscam um “futuro protestante” devem de fato dar uma olhada para o passado protestante. Você procura uma igreja que recebe fielmente a tradição católica ao proclamar claramente a autoridade das Escrituras? Você procura uma igreja que é ao mesmo tempo sacramental e dedicada à salvação pela graça através da fé? Em outras palavras, você procura uma Igreja católica evangélica? Isso já existe. É chamado luteranismo.

– Matthew Block

Mais sobre a fé Luterana aqui

Anúncios