Ao ser questionado sobre como lidar com os muçulmanos que estão chegando ao Brasil como refugiados, respondi que a Biblia ensina e ordena que devemos tratá-los com amor. Afinal, o maior mandamento de Deus é amar o próximo (Mc 12.31) e Jesus não deu exceções para se seguir este mandamento. E só de se desprezar ou negar amor no coração pelo próximo já é considerado ódio e até mesmo homicídio por Deus (Mat 5.20-22). O fato de serem muçulmanos é uma oportunidade de evangelização, para que conheçam a Jesus pela nossa pregação e pelo nosso exemplo, como está de fato acontecendo com muitos que têm sido atendidos por cristãos e igrejas e têm se achegado a Cristo. Outro ponto é que a Bíblia ensina que nós somos “imigrantes” aqui na Terra. No mundo estamos, mas ao mundo não pertencemos (1 Pe 2.11).

A pessoa disse: Tudo isso é muito bonito na Teoria, mas na prática é muito diferente. Lembrei que aqui na página muitos que pregam convicções políticas no mesmo nível (ou mesmo acima) que a fé costumam dizer a mesma coisa..

Ué? Então a Bíblia é um livro só de teorias, contos e estórias? A Bíblia é só uma teoria?

Não! A Bíblia é a Palavra de Deus! Ela não é só uma teoria!! A Bíblia é a autoridade final de fé e de prática na vida do cristão. Quem ensina que a Bíblia é somente uma “teoria” é o espírito do Anticristo. O Espírito de Deus ensina diferente, ensina que a Palavra de Deus é a verdade (Jo 17.17). Muito cuidado com qual espírito vocês estão servindo.. Senão vocês serão mais servos do anticristo do que um muçulmano que vocês tanto odeiam (e não deveriam odiar, pois isso é pecado e transgressão da vontade de Deus). Claro que somos falhos nisso e não temos capacidade de cumprir a Lei de Deus, porque somos todos pecados, mas se somos realmente cristãos, devemos confiar em Deus e andar em espírito para não satisfazermos o que a nossa carne caída manda (Gl 5.16), como ter preconceito com as pessoas. Preconceito (medo dos muçulmanos) é obra do Anticristo, não de Deus:

“Amados, visto que Deus assim nos amou, nós também devemos amar-nos uns aos outros.
Ninguém jamais viu a Deus; se nos amarmos uns aos outros, Deus permanece em nós, e o seu amor está aperfeiçoado em nós.
No amor não há medo; pelo contrário o perfeito amor expulsa o medo, porque o medo supõe castigo. Aquele que tem medo não está aperfeiçoado no amor.
Nós amamos porque ele nos amou primeiro.
Se alguém afirmar: “Eu amo a Deus”, mas odiar seu irmão, é mentiroso, pois quem não ama seu irmão, a quem vê, não pode amar a Deus, a quem não vê.
Ele nos deu este mandamento: Quem ama a Deus, ame também seu irmão.”
(1 João 4:11-12,18,19,20,21)

Fica o alerta bíblico, que não é só teoria:

“Não maltratem nem oprimam o estrangeiro, pois vocês foram estrangeiros no Egito.
porque se o fizerem, e eles clamarem a mim, eu certamente atenderei ao seu clamor.
Com grande ira matarei vocês à espada; suas mulheres ficarão viúvas e seus filhos, órfãos.
(Êxodo 22:21,23,24)

Que Deus tenha misericórdia de nós e nos ajude em nossa pouca fé a amar o nosso semelhante, seja quem for, sem discriminação de pessoas.

Anúncios